Quando o amor acontece?

Ela já não acreditava mais em encontros casuais, tinha tido algumas experiências nada agradáveis com alguns homens que havia conhecido na balada. Eles (os caras da balada) não queriam nada sério, claro que nada diziam a respeito no momento da conquista, simplesmente davam a impressão que queriam encontrar um amor. Ai a esperança acendia e apagava numa velocidade estonteante.
Depois de pensar decidiu dar mais uma chance para o Amor e resolveu se inscrever na Agência Par, mesmo a distância a intuição dizia: Lá vai dar certo, os homens que se inscrevem querem relacionamento de verdade, não estão em busca de aventuras e sim de encontrar o amor.
Um tempo depois ele também se inscreveu, foi objetivo e determinado, procurava por ela, sem saber seu rosto, ou sua história, simplesmente a descrevia como um pintor que pinta uma imagem em detalhes.
Foi simples para a Agencia Par identificar a afinidade entre ambos e o namoro surgiu após o terceiro encontro. Daí em diante eles foram descobrindo o que era o Amor. Já havia passado um ano desde o primeiro beijo e foram viajar, alugaram uma casa junto com alguns amigos/parentes e foram passar o Réveillon na praia.
No dia seguinte ela notou que havia alguma coisa diferente, tinha mais alegria e uma ansiedade nas pessoas que os acompanharam.
Ela se arrumou e vestiu branco para comemorar a passagem do ano. Ao chegar na sala ele a chamou para ir ver o mar. Imediatamente ela percebeu uma movimentação na casa, as pessoas foram saindo de perto e indo fazer alguma coisa, todos ao mesmo tempo, em segundos o pensamento foi trocado pelo barulho do mar, final da tarde, o tempo encoberto e lá foram eles para a areia da praia. Ela percebeu que ele estava um pouco ansioso, sorridente mais que o “normal”.
Depois de um abraço ele começou a dizer: Não sei se já te falei, mas era você a pessoa que eu procurava, somos tão iguais e tão diferentes, e é com você quer quero ficar para sempre na minha vida.
Neste momento ele se ajoelhou e nada dizia, a voz sumiu na garganta, só a olhava nos olhos e se emocionava. Com o coração a mil ela olhou para traz e viu os amigos se aproximando cada um com uma placa pintada com a frase:
Você quer casar comigo?