Você está aberto(a) a mudanças de atitudes?

A Agência Par - Namoro e matrimônio realiza esta e outras pesquisas para você que está só e busca um amor para casamento e relacionamento sério.
O hábito se constrói no dia-a-dia, no trabalho, no lazer, em casa, nos caminhos usuais e sobretudo, nas atitudes e reações. Crescimento pessoal não significa apenas aprender coisas novas e estudar livros. Os conhecimentos precisam frutificar em ações. E se isso não acontece é porque não se quer abandonar velhos comportamentos. Acredita-se, falsamente, que a maneira de ser é imutável. O real crescimento é melhorar a si mesmo por meio de novos hábitos. Livre-se de hábitos ruins e adquira outros melhores.
As atitudes podem ser trabalhadas. Amarrar-se ao “fácil” o(a) condena a continuar sempre do mesmo jeito: “Eu sempre fui assim!” Sempre foi porque se acostumou a isso. Mas, se já está bom, então poderá ficar ótimo. Escolha ser diferente e descobrirá que, aos poucos irá, transformando-se e ajuda quem procura um namoro.
Seja escravo de seus sonhos e não de costumes. Mudar o comportamento é possível. Claro que é mais cômodo deixar tudo como está... Proceder de forma diferente não quer dizer que a pessoa deixará de ser espontâneo, mas sim que aprimora o seu comportamento. As dificuldades e os desafios da vida obrigam a uma nova atitude, uma revisão de conceitos, quem sabe excluir preconceitos. Qualquer alteração implica enfrentar o desconhecido. Teme-se o incerto, é inseguro “navegar por mares nunca d’antes navegados”, por conseguinte, prefere-se o porto seguro. Com os hábitos ocorrem a mesma coisa. Deve-se ter coragem e ousadia para deixar o que se conhece para depois desbravar uma nova forma para seus hábitos e comportamentos.
O primeiro passo é o autoconhecimento. Perceber e aceitar suas falhas. Saber do seu potencial extraordinário. O medo é natural, enfrente-o tranquilamente, O verbo cria a situação... Então diga: Eu sou capaz!
Do livro : Cupidos Profissionais – A conquista impar do par.
pesquisapesquisa
Agradecimentos às 1002 pessoas que responderam  esta pesquisa, 70% mulheres e 30% homens, com idades entre 21 e 50 anos, de diversas regiões do Brasil e que buscam um namoro.  Nível cultural das mulheres: 2º Grau – 29%, Sup. incompleto - 16%, Sup. completo - 25%, Pós graduação - 28%, Doutorado - 2% . Nível cultural dos homens: 2º Grau –   38 %, Sup. Incompleto - 20%, Superior - 21%, Pós graduação - 18%, Doutorado - 3% .
Agência Par - Central de Pesquisas do Relacionamento Amoroso.