Diminuindo a distância para unir corações

                          noivos                                     

Este maravilhoso casal que tivemos a honra de apresentar, gentilmente nos autorizou a mostrar algumas fotos do casamento, assim contribuem e torcem para que as pessoas escolham o melhor caminho para o encontro do par.
É o Amor estampado no rosto ...
A realização de casamentos sempre acompanhou o crescimento das civilizações. Esta é a história da comemoração de um casamento realizado há pouco tempo.
Aquele sábado do mês de julho, amanheceu ensolarado depois de ameaças de chuva e frente fria. As mulheres ficaram de olho na previsão do tempo, para se decidirem pela roupa mais bonita e adequada. Finalmente o dia chegou com um “calorzinho” improvável para um inverno.
Antes do meio dia a noiva já caminhava toda vestida de branco, com um buquê de rosas amarelas em direção do noivo. Ele ansioso, elegante e muito feliz a esperava entre o padre e o altar, rodeado de padrinhos e madrinhas.
O barulho dos rojões misturados ao som da música anunciava a chegada da noiva e o início do casamento. A igreja Santo Antônio estava lotada de convidados, flores decoravam com seu viço e espalhavam seu perfume pelo ar. O clima era de felicidade geral, os rostos com sorrisos estampados.
O padre realizava a missa especial para casamento, embalado pelo agradável som do coral.
O momento foi marcante, os maravilhosos vitrais traziam para dentro da igreja a luz solar, causando um colorido mágico com todos os tons de cores, uns mais vivos e reluzentes, enquanto que outros eram suaves, e o conjunto transmitia paz, beleza e harmonia, através daquela intensa luz que penetrava e encantava a aura de todos.
Aconteceu ali a promessa de amor sob a plenitude dos sentidos.
Os noivos saíram em uma delicada chuva de pétalas de rosas.
A festa foi organizada em um lugar bem tranqüilo. As mesas bem decoradas com toalhas brancas. A multidão, ávida por vê-los, aplaudiu a chegada dos noivos e ali começou a comemoração com a comilança da saborosa comida. E que comilança! Principalmente de nossa parte, onde a gula, diante de pratos tão deliciosos, resolveu atacar...
Pairava no ar uma confusão de sotaques vindos de vários lugares do Brasil para prestigiar o grande acontecimento. Tinha gente do Rio Grande do Sul, da Bahia, de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, São Paulo e Santa Catarina.
E o coral então! Foi um show.
Grupos de pessoas vieram do Sul do Brasil para animar a festa; formavam cordões de pessoas entoando canções e tocando instrumentos, iam passando pelas mesas animando e convidando para que todos fizessem parte! Quanta alegria, que festa animada! Uma senhora, muito simpática, tocava o pandeiro fazendo caretas, com graça nos movimentos.
Várias danças, brincadeiras com óculos colorido, chapéus divertidos, cordões, pulseiras de néon, deixavam as pessoas engraçadas e os risos soltos.
O tempo passou muito mais rápido que o normal!
Já estava anoitecendo quando nos despedimos dos noivos.
igreja
... Esperamos que a alegria permaneça sempre no coração e a felicidade faça parte da vida deste casal;
E que a cada dia entre pela janela com uma luz colorida, mágica, como aquela do vitral da igreja.
André e Roseli André e Roseli- Cupidos da