Vencendo a Timidez

Na semana anterior publicamos a primeira parte sobre a timidez, suas características e conseqüências. No mundo moderno, onde a comunicabilidade é cada vez mais importante em todos os âmbitos da vida, inclusive em relacionamentos, é de suma importância vencer essa barreira emocional.
Dicas para vencer a timidez:
Veja algumas dicas que o ajudarão a iniciar a caminhada rumo à vitória sobre a inibição (www.timidez.com).
1. Domine a ansiedade
Tente aprender a relaxar, utilizando-se de técnicas simples de respiração. Praticando a inspiração e expiração lenta e profunda. Outra dica é acostumar-se aos ambientes, observando cada detalhe e passeando pelo local, ao invés de permanecer “congelado” em algum ponto obscuro da sala. Dessa forma você poderá distrair sua mente e evitar aquela sucessão de pensamentos que o impedirão de relacionar-se com os outros.
2. Enfrente situações temidas
Nada melhor que um sucesso para levar a outro sucesso. Mas como diz o ditado, “quem não arrisca não petisca”. Procure a exposição lenta e gradual às situações que geram ansiedade, analisando friamente o seu desempenho e congratulando-se pelos sucessos com o mesmo rigor que se pune pelos fracassos.
3. Olho no olho
Procure conversar com o maior número de pessoas possível e não apenas com aquelas que lhe interessam. Dessa forma, poderá experimentar diversas reações e trabalhar o medo da rejeição - ouvir um não do vendedor de pipoca da esquina não é tão ruim assim - ou é? Ao estabelecer a comunicação procure manter o contato visual e prestar atenção ao que a outra pessoa insere na conversa.
4. Aprenda a receber e fazer elogios
Comece uma conversa com elogios simples do tipo “Que roupa bonita você está usando” ou “Você é um (a) vendedor (a) muito atencioso (a)”. Poucos resistem a um bom elogio (sincero). Aprenda também a receber elogios, evitando justificativas do tipo “Imagine, é apenas impressão sua” ou “Você diz isso só porque é meu amigo”. Apenas agradeça quando elogiado.
5. Pare de esperar o pior
Pensamentos negativos somente atraem conseqüências negativas, fazem com que o tímido já entre derrotado em todas as situações. Procure policiar os pensamentos “pré-situação”, durante a situação e “pós-situação”. Tente lembrar-se das vezes em que esperou o pior e “não foi tão ruim assim”. Coloque pequenos desafios e teste os resultados comparando-os com a expectativa anterior. Se necessário, faça anotações para que possa compará-las com calma mais tarde.
6. Seja menos perfeccionista
Pare de esperar que suas piadas sejam “super-engraçadas”, suas colocações geniais e sua presença seja marcante. Pessoas que se levam muito a sério correm maior risco de “cair do cavalo”. Fale naturalmente sobre suas virtudes ou dificuldades para as pessoas que o conhecem, ou seja, você com as qualidades e defeitos que lhe são peculiares. Assim fará amizades mais autênticas e não precisará fazer força para “parecer o que não é”.
7. Aprenda a ser rejeitado
Não dá para agradar a todos, ninguém jamais conseguiu esta proeza. Procure trabalhar este medo exagerado de rejeição. Assim como você reserva-se o direito de escolher com que anda, permita que os outros também o façam.
 8. Encontre seu próprio estilo
Muitos tímidos tentam basear-se em modelos para melhorar o seu jeito de ser. Invariavelmente esta técnica não funciona. Não conseguimos “vestir uma roupa” que foi desenhada para outro sujeito. Procure explorar suas qualidades, desenvolvendo um estilo próprio que certamente atrairá a atenção das pessoas. Se suas piadas não têm graça, assuma este fato e explore esta “qualidade”. A maioria dos habitantes deste planeta prefere mil vezes uma pessoa autêntica a que um batalhão de pessoas falsas e sem conteúdo.
9. Coloque a atenção no mundo externo
Tímidos são “auto-centrados” e acreditam que o mundo todo está atento às suas peripécias. Esquecem-se, no entanto, que os outros estão mais preocupados consigo mesmo do que com o seu jeito de falar ou andar. Procure prestar atenção a tudo que o rodeia, quebrando esta característica e desenvolvendo sua capacidade de interação com o meio. Aprimore seus sentidos, escute com atenção, enxergue com os olhos de uma águia, desfrute os sabores e sinta os odores em cada esquina. Desta forma, não haverá espaço para elucubrações e pensamentos negativos que o impediriam de atuar positivamente em relação aos outros. 
10. “Desidealize” as pessoas que o inibem
Se alguém gera muita insegurança em você, tente “desidealizá-la”, enxergando os seus erros com o mesmo rigor que geralmente interpreta os seus. Todos possuem defeitos e virtudes, da mesma forma que você.
11. Procure ajuda profissional
Procurar a ajuda profissional demonstra inteligência. Quando você está com o carro quebrado você não vai “enfiar a cara” no motor e resolver tudo sozinho, só se for o mecânico, mas do contrário é melhor uma pessoa habilitada. Com isso você acelera o processo e torna mais fácil atingir os objetivos que você traçou em sua vida.
Boa sorte e comunique-se!
André Carvalho e Roseli Sanches Carvalho