5 Minutos

Ah! Como é bom quando chegamos e encontramos um sorriso e um abraço na porta de nossa casa, temos a sensação de sermos queridos, de sermos bem vindos, isso nos valoriza, levanta a auto-estima e aquece o coração. Essas emoções nos colocam em sintonia com o outro, facilitando e fortalecendo a comunicação.
O ser humano precisa voltar para sua casa, esta é uma necessidade.
A sensação que temos ao chegar em casa, no nosso lar nos dá segurança, sensação do dever cumprido ou de férias aproveitadas (porque até quando viajamos em férias para lugares maravilhosos, temos a necessidade de voltar, de chegar em casa).
Desde a época das cavernas cabia ao homem sair para caçar e pescar, enfim garantir a subsistência da família, ele saía e retornava. Hoje por mais evoluídos que nos encontremos, por maior tecnologia que tenha sido criada, o homem continua sentindo a necessidade do voltar para sua casa.
Hoje, a mulher também sai de seu lar para trabalhar e ajudar no crescimento da família (emocional e profissional). Quando a mulher tem dupla ou tripla jornada o excesso de funções é combustível para o estresse, que muitas vezes altera o humor, se coincidir a [falta da boa vontade + TPM (tensão pré-menstrual) + SHI (Síndrome do homem irritável)], CUIDADO DOBRADO, use (doses de respiração profunda+chá de maracujá+abraços+compreensão= Feliz final de dia!)
Então se prepare quando seu amor for chegar, se você estiver magoado(a), chateado(a) ou triste, até mesmo irado(a), respire profundamente, pense que o momento da chegada poderá determinar o clima do tempo para ficar à dois.
Se você estiver preocupado(a) com algum assunto, ou chateado(a) com algum comportamento que ele(a) teve, por favor não vá desabafando em tom de ressentimento logo no primeiro passo, espere 5 minutos, para depois falar, imagine, se ele(a) não voltasse nunca mais, imagine que poderia ter acontecido um acidente no trajeto, ou acontecido algo e que você nunca mais pudesse vê-lo(a)... ou que ele(a) nunca tivesse surgido em sua vida ou que o destino não tivesse feito um brinde por você ter um par, diante de tantos solitários, lembre-se que você tem a sorte de ter alguém que está vindo ao seu encontro, então deixe para depois as cobranças, as desgraças, a raiva ou a revolta.
Quando o seu amor chegar abra o peito e estampe no rosto um sorriso, vá ao seu encontro, faça-o(a) sentir-se especial, com serenidade, com carinho, para que a outra pessoa sinta como é maravilhoso chegar, sendo assim ele(a) sentirá vontade de chegar ao seu encontro sempre. Mostre que o mais importante é o seu PAR, e depois, juntos irão resolver os problemas, que parecerão menores depois de uma troca de carinhos na volta ao lar.
O homem tem esse sentimento de "necessidade volta ao lar", pois quando ele desenvolveu esse instinto, voltar para casa era realmente muito difícil, significava a vida ou a morte.
Foi feita uma pesquisa para saber o motivo dos bares lotados no final de tarde, porque os homens saem do trabalho e vão para os bares ao invés de irem para casa, uma grande porcentagem respondeu que primeiro precisa "calibrar" para depois conseguir enfrentar a "Dona Onça"...
Depois ficam procurando fórmulas mirabolantes para o sexo ser bom, aliás, segundo pesquisas o momento (cinco minutos) mais importante para o homem dentro de um relacionamento é quando ele chega em casa... O que conseqüentemente vai refletir na troca de afetos, ou desafetos e a conseqüência vai parar na cama.
E quando ele(a) se atrasa para o encontro? Algumas pessoas perdem a noção, dizem palavras absurdas, ficam iradas e descontroladas com a demora, antes mesmo de saber o que aconteceu, pronto: fim do encontro, clima ruim entre os dois e o pior é uma monumental briga!
A sociedade encoraja a expressividade emocional nas mulheres e ao mesmo tempo os homens possuem um sistema nervoso mais sensível que elas, alguns estudos demonstram que a pressão sanguínea e o ritmo cardíaco deles aumentam mais do que os das mulheres em caso de estresse, além disso, os homens necessitam de maior tempo para se acalmarem após as discussões. Imagine tudo isso nos preciosos primeiros cinco minutos...
Ele(a) se atrasou com você?
- Não fique irritado(a), nem antes de saber o que aconteceu e muito menos no momento que ele(a) chega, onde a preocupação deixa o lugar livre para o alívio, pois nada de ruim aconteceu, neste momento pode surgir a ira e conseqüentemente palavras que não precisariam ser ditas ou que poderíamos dizer depois. Repense o que tem a falar, saiba como ele(a) está, troque carinhos, um beijo de recepção faz muito bem.
Isso não significa que você precisará deixar de falar o que te incomoda, não é para engolir "sapos com chantily", mas deixe para depois (dos primeiros cinco minutos) os assuntos chatos e desagradáveis; com certeza o outro estará mais aberto para ouvir, compreender, ou ajudar no problema que te aflige.
Quando você perceber a sua chegada, agradeça a Deus que alguém está chegando para perto de você, instale um sorriso na alma e outro no rosto, mesmo assim se o nervosismo persistir, reze uma oração, respire fundo de novo e não se esqueça de um provérbio chinês "O ouro é valioso, a boa vontade é inestimável".
André Carvalho e Roseli Sanches Carvalho